Bot Pix 2


Nove em cada dez pequenos negócios usam PIX, aponta estudo

Microempreendedores Individuais (MEIs) são os que mais utilizam essa forma de pagamento. Dados fazem parte de pesquisa do Sebrae e da FGV.

Nove em cada dez pequenos negócios usam PIX como forma de pagamento, de acordo com pesquisa do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e da Fundação Getulio Vargas (FGV). Em novembro de 2021, 86% das pequenas empresas já utilizavam a modalidade. Em agosto, 77% usavam o PIX.

Entre os microempreendedores individuais (MEI), 87% afirmam usar o PIX em suas transações. Entre donos de micro e pequenas empresas, o percentual é de 85%.

Para o presidente do Sebrae, Carlos Melles, o aumento do número de usuários de PIX e as facilidades que ele promove têm estimulado os donos de pequenos negócios a incorporarem essa modalidade de pagamento.https://4b455592fbfba6e7a2a43d8ef2e4a61f.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

“É um sistema ágil, que não onera o consumidor, mais barato que uma taxa de cartão e que pode ser usado 24 horas por dia. O PIX foi muito bem aceito e os empreendedores perceberam isso e estão se modernizando”, afirma Melles.

As atividades mapeadas pela pesquisa que mais utilizam o PIX são:

  • Academias e serviços de alimentação (94%);
  • Oficinas e empresas ligadas à beleza (93%).

As atividades que menos aderiram ao sistema são:

  • Serviços empresariais (71%);
  • Energia (79%).

PIX é um meio de pagamentos e transferências desenvolvido pelo Banco Central para facilitar as transações financeiras. Ele está em operação no Brasil desde novembro de 2020.